Dra. Atrasadinha

layout ícone feminino.

Dra. Atrasadinha

 

Era uma vez em uma cidade muuuuito distante chamada Cucolândia, morávamos eu e meus pais, o Sr Ponteiro e a Sra Atrasada, meu pai era um homem muito pontal e vivia sempre nos controlando quanto aos horários.

Nesta cidade tinha um relógio muuuuito grande que fazia um barulho insuportável TIC TAC TICA TAC TIC TAC, ele me irritava de uma forma que quando ele tocava tirava a minha concentração e eu acabava me distraindo do que eu estava fazendo.

Ao completar 15 anos, como de costume, ganhei o mais lindo e invejável presente que carrego comigo até hoje por onde eu ando, em sapato-relógio. Quando ganhei este belíssimo presente pensei comigo: -Nunca mais vou me atrasar como a mamãe Atrasada. Mas, mesmo assim me distraia com o TIC TAC TIC TAC TIC TAC do meu sapatinho.

Qualquer coisa me tirava a atenção, as borboletinhas, os passarinhos, os bichinhos e até mesmo o cantar das cigarras fazendo com que eu chegasse atrasada em todos os lugares.

Eu tinha muita vontade de ser como papai, doce ilusão, dessa vez quem ganhou foi a mamãe me deixando uma grande herança, não teve como fugir, filho de peixe, peixinho é, no meu caso filha de Atrasada, Dra. Atrasadinha é!